Becca diz que continuou a história de Patch e Nora mais do que o necessário

Em uma nova entrevista, Becca fala mais sobre Dangerous Lies, sobre seu gênero de escrita e sobre críticas recebidas. Leia:

Nós conversamos com a “Rainha das Chamas” e best-seller internacional, Becca Fitzpatrick, sobre YA, anjos caídos e romances dignos de um desmaio. Confira a entrevista completa abaixo.

Depois de Hush, Hush ser um sucesso tão grande, as pessoas devem ter assumido que você continuaria com a fantasia, mas parece que você está mais atraída para o lado thriller da literatura. Você concorda?

Eu gosto de me desafiar. Eu acho que continuar com romance paranormal teria me deixado confortável, mas é muito difícil crescer como escritora se eu sempre me sinto confortável. Escrevendo suspenses românticos foi uma maneira de me testar como escritora. Mas o que a mudança de gêneros realmente resumeé que Gelo Negro e Dangerous Lies são as histórias que me atraem.

Você prefere escrever séries ou livros únicos?

Eu escrevo a história que sinto que é importante para mim. Às vezes, essa história precisa de mais de um livro para ser contada. Às vezes eu posso contra em um livro. Se eu fosse uma escritora melhor quando escrevi Hush, Hush, eu acho que poderia ter contado a história em um livro. Acho que a história de Patch e Nora continuou mais do que o necessário, pois eu me sentia segura em ficar com personagens que eu conhecia bem, em vez de me esforçar para explorar novos mundos e personagens.

Por que você escreve YA [livros para jovens-adultos]?

Eu escrevo sobre personagens adolescentes porque meus próprios anos de adolescência foram preenchidos com eventos que tiveram um grande impacto sobre a adulta que sou hoje.

Nós percebemos que você ocasionalmente se depara com críticas por seus personagens femininas e se elas são ou não bons modelos feministas em relação a como elas se comportam em relacionamentos românticos. O que você diria a esses críticos?

A escrita não é uma lista de discussões para mim. Eu não estou tentando provar alguma coisa ou apresentar um guia sobre como viver. Só porque um personagem age de uma maneira, ou acredita em algo, não significa que eu ajo assim ou mantenho essa mesma crença. Um livro repleto de “pessoas-modelo” não me chamam a atenção.

Vimos que Dangerous Lies se chamava Sapphire Skies. Qual foi a razão para a mudança?

Minha editora mudou o título. Eu acho que eles queriam um título que soasse mais como um thriller do que um romance.

Você pode nos dar 3 razões pelo qual as pessoas devem definitivamente ler Dangerous Lies?

Leia-o se você ama amor de verão, romance de tirar o fôlego, e os segredos de uma cidade pequena.

Via

Tradução e adaptação: HushHushers. Não reproduza sem os créditos!

 


« | »

Leave a comment